PRIMEIRA PRODUÇÃO REGISTRADO VEM DO MÉXICO

O México registra a primeira produção de cacau que era cultivado por índios, principalmente os Astecas e os Maias. O pé de Cacau (Cacaueiro) era considerado sagrado, suas sementes eram tão valiosas, chegando até a ser usadas como moeda. Era servido como bebida em cerimônias, rituais e banquetes. Cristóvão Colombo foi o responsável por levar o cacau até a Europa, apenas como curiosidade, tornando naquela época como grande especiaria por toda a Europa.

Foi em território europeu que fora aprimorado o processo original do chocolate. Para a realização do chocolate primeiramente as sementes eram retiradas da fruta de cacau, sendo esta a base principal para o chocolate. Com o aperfeiçoamento de diversas técnicas chegou-se ao licor, criando-se um chocolate em pó de boa qualidade, o que tornou possível a criação do primeiro chocolate em barra.

No ano de 1746 é que se tem registro da primeira plantação de cacau no estado da Bahia. As sementes foram trazidas do Pará pelo colonizador Antonio Dias Ribeiro. Em 1752, o cacau chegou a cidade de Ilhéus, tornando-se o principal polo de cacau da Bahia e com o maior porto exportador do país.

Em meados de 1860 as fábricas de chocolate de toda a Europa e dos EUA tinham como objeto de desejo o cacau para suas fábricas de chocolate. Quase toda a safra era exportada, porque não se tinha o costume de consumir o fruto e seus derivados no Brasil. As primeiras fabricações nacionais só surgiram na virada do século XX, sendo este período o auge da produção de cacau no Brasil.

Até meados de 1920 o Brasil ocupou o título de maior produtor mundial de cacau. Neste mesmo período, a região sul da Bahia assistiu a uma guerra entre os fazendeiros. Onde se via poderosos coronéis descendentes dos primeiros desbravadores da agricultura do cacau, que não mediam esforços, tão pouco violência para avançar seus negócios pela apropriação de plantações pertencentes a agricultores mais humildes.

Atualmente o sul da Bahia produz 95% do cacau brasileiro, deixando o Espírito Santo e a Amazônia com o restante de toda a produção nacional. Hoje o Brasil é o 5° maior produtor de cacau no mundo. A grande parte da produção vem do oeste da África, onde se produzem 65% do cacau no mundo. A produção do cacau aumentou nos últimos 50 anos, de 800 mil toneladas por ano para três milhões de toneladas.